sexta-feira, maio 09, 2008

As pessoas sempre vão.


Direta ou indiretamente as pessoas sempre vão. Vão sem avisar onde, quando ou se retornarão... simplesmente se vão! E quando percebemos já se foram e até desapareceram, seja por livre e espontânea escolha ou por puro esquecimento.

Tal descaso com os fios de vida é completamente insano, visto do ponto em que duas linhas que se cruzam raramente tornam a se encontrar e seus caminhos ficam tão destintos que, para que uma nova encruzilhada ocorra, é preciso curvas bruscas que se arriscam por reproduzir o que um dia abandonaram. E as linhas continuam fluindo, novos encontros acontecem, naturalmente, e novamente se destaciam... o mundo marcha para o esquecimento e a aurora ja é para poucos!

No fim somos apenas nós e nós mesmos, pulando os dias e lutando por um fiapo de vida feliz que nos faça merecer o título de "valeu a pena". Enquanto as linhas, aquelas que um dia se cruzaram ao acaso do tempo, continuam sós como escolheram!

5 comentários:

Anônimo disse...

Interresantissimo
Tema que devia ser mais debatido e colocada em pauta, ja que a vida é pra se viver e não pra perder tempo tentando ganhar tempo,
Parabens pela cronica vey
Flwss

Mikaelle disse...

realmente, as pessoas sempre vão. as pessoas, o tempo, os amigos ... tudo passa, mais a memória se encarrega de petrificalos dentro de nossa mentes, para que sempre que lembrarmos tenhamos saudades dos mais belos momentos de nossa vida.

muito massa a cronica gustavooo
bjãão
parabéns

Anônimo disse...

Boa! Bem viajada, e tal. Não foi das melhores que vc já escreveu [tipo estas abaixo]. Mas isso não significa, em hipótese alguma, que o texto não esteja bom.

O que admiro bastante na tua escrita é que você consegue preencher os vazios entre as linhas do texto.

[Se alguém, além de Gustavo, ler esse segundo parágrafo do comentário, que se vire para entender. Haha!]

Abraço!

kelly disse...

mto legal...
fez recordar das palavras de Fernando Pessoa,salve engano
"o valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com q acontecem, por isso existem fatos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis..."

Henrique Kalife disse...

Acabei tendo problemas para voltar aqui, hehehe.. Bastante profundo cara... Parabéns pela crônica, realmente boa.
Se der dá uma passada no meu blog lá ;]

Abraço!